Indicação: @FutMinass

Por: Isabela Romero, Leonardo Alves de Camargo, Mariana Carolina da Silva eNatan Braga


O Futminas é uma página do Instagram que foi criada em agosto de 2019, após o anúncio de realização do Campeonato Mineiro Feminino daquele ano, e o desejo de falar sobre o futebol jogado por mulheres, que de acordo com Malu Rabello, fundadora e administradora do Futminas, esta ainda era uma temática pouco abordada pela comunicação, que merecia valorização. Inclusive, esse é um dos objetivos da página: buscar a valorização do futebol feminino de Minas Gerais. Sobre a nomenclatura, o “Fut” vem de futebol e o “minas” pode se referir à Minas Gerais e também à palavra meninas. A dedicação com a mídia esportiva é notória, tanto que Malu pagou um profissional para fazer a logo do Futminas para deixar mais profissional .

Determinada em fazer o projeto sair do imaginário, a estudante de jornalismo iniciou a busca por mulheres que também teriam interesse em fazer parte do projeto, lembrando, que o intuito inicial era cobrir o torneio feminino, que naquele ano contou com sete times participantes: América, Atlético-MG, Cruzeiro, Futgol, Ipatinga, Minas Boca e Valadares. Com isso, foi feita uma divisão, na qual cada uma das colaboradoras do Futminas cuidou de pelo menos duas equipes. Foi a partir deste momento que as informações sobre os times começaram a ser divulgadas na página, inclusive detalhes sobre os jogos e também entrevistas, que eram realizadas mediante autorização dos assessores dos clubes.

A página foi além da cobertura do Campeonato Mineiro Feminino de 2018 e conforme o desenvolvimento de times, como, América, Atlético-MG, Cruzeiro e Ipatinga, que hoje disputam o Campeonato Brasileiro Feminino em suas respectivas divisões (Atlético-MG e Cruzeiro na A1, América na A2 e Ipatinga na A3), o Futminas se faz presente, acompanhando os jogos, trazendo informações pontuais de cada equipe, placares, contratações e aspas das jogadoras. Apesar de ainda exercer a mesma entrega de conteúdo do início do projeto, no sentido funcional, conforme explicado por Malu anteriormente, a página se desenvolveu e amplificou a sua cobertura e traz conteúdos de qualidade, não só de futebol, mas também de outras competições, atualmente, a criadora de conteúdo cuida do projeto sozinha. Além disso há fotos e vídeos para o IGTV, que possui designs específicos para os jogos. A imagem abaixo mostra parte do feed do Futminas.

Feed do FutMinas/ Reprodução Instagram.

O último jogo que o perfil do Futminas postou um conteúdo sobre no feed, foi Cruzeiro x São José, válido pelo Campeonato Brasileiro A1, realizado no dia 02 de maio de 2022. Vale lembrar que após isso, pelo menos na primeira divisão, houve mais duas rodadas. No momento a competição se encontra paralisada por conta da realização da Copa América Feminina. Voltando um pouco no tempo, em uma das coberturas realizadas, Malu chegou a entrevistar a atual técnica da Seleção Brasileira Feminina de Futebol, Pia Sundhage. E por falar em Seleção Brasileira, nos Jogos Olímpicos de Tokyo 2020, o Futminas interrompeu a programação do futebol mineiro para falar um pouco das Guerreiras do Brasil. No período, ao todo, foram postados seis conteúdos sobre a seleção feminina.

Retornando especificamente para o assunto Campeonato Mineiro Feminino, vale citar que o Futminas esteve presente nas edições seguintes e fez a cobertura de toda competição, através de posts, que trouxeram informações mais precisas, e também vídeos, recurso no qual normalmente são realizadas as entrevistas com os profissionais dos times. Além disso, a mídia alternativa também marcou presença, in loco, nas finais de 2020 e 2021, realizadas no Mineirão, que foram disputadas por Atlético-MG x Cruzeiro e vencidas pelo clube alvinegro. No momento de produção desta resenha, a página do Futminas conta com 1.251 seguidores.

Falando agora em quem faz o Futminas acontecer, é importante falar sobre a trajetória de Malu. Maria Luiza Rabello Silva (@malurabello_) tem 22 anos e está cursando jornalismo na PUC Minas, Unidade São Gabriel. Com passagens pelo Colab Puc e TV Alterosa, atualmente está na produção de esportes do grupo Globo. Suas primeiras barreiras encabeçando o Futminas se relacionam com a rotina de trabalho, já que ela produz a página, faz faculdade e também estágio. Além disso, a criadora destaca a dificuldade para cobrir jogos e marcar entrevistas, visto que anteriormente o perfil contava com cinco meninas, mas agora apenas Malu realiza o trabalho de forma voluntária: “Não há retorno financeiro. Quem entra no projeto, faz porque acredita na modalidade”, completa Maria Luiza.

As barreiras existentes na cobertura do futebol mineiro estão muito ligadas aos horários esporádicos dos jogos da categoria feminina. Segundo Malu, os horários variam, entre quinta à tarde até domingo pela manhã. Por se tratar de um trabalho voluntário, há um empecilho voltado para a questão financeira, já que existem gastos relacionados com alimentação e locomoção para os jogos.  A estudante conta também sobre a falta de equipamentos de qualidade para cobrir a modalidade no Estado. Certa vez, a responsavel pelo Futminas realizou uma entrevista com a jogadora Milena Monteiro, do futebol feminino e por conta da ventania no local, o áudio do vídeo ficou inaudível, o que frustrou Malu, que cobria a chega da jogadora para reforçar o time das Vingadoras, como é conhecido o time feminino do Atlético. Durante os jogos no SESC Venda Nova, Maria Luiza explica que a assessoria não permite a entrada de nenhum meio de comunicação no campo. Assim, os jornalistas assistem o jogo da arquibancada e, ao final da partida, ficam atrás da grade que separa o público do gramado, na tentativa de conseguir entrevistar alguma jogadora.

Como descrito por Malu durante a entrevista, e conforme citado anteriormente por aqui, a própria ideia de criar o perfil na rede social Instagram já veio com o propósito de inovar e suprir uma lacuna no mercado do jornalismo esportivo: cobrir os campeonatos mineiros de futebol feminino. Então, como idealizadora do projeto, sentiu a necessidade de criar o canal de mídia alternativa @futminass ao perceber a pouca relevância que a mídia local dá ao futebol feminino mineiro, em suas palavras: “Até então nossa página era a única a divulgar informações dos campeonatos de futebol feminino de Minas Gerais. Me inspirei em outras páginas da mesma modalidade (@dibradoras e @futdasminas) para criar a minha, porém essas eram focadas nos times cariocas e paulistas – onde o futebol feminino é mais forte.”

O projeto @futminass é inovador na área por trazer luz ao esporte em um dos canais de comunicação que mais cresce, sobretudo entre os mais jovens: as redes sociais. Mesmo com pouco recurso financeiro e até de equipe em si, Malu deslancha com um objetivo que vem sendo cumprido: o de tornar os times mineiros mais conhecidos e, de certa forma, incentivar outras jogadoras e entusiastas do esporte em Minas Gerais. O formato também se diferencia da mídia tradicional, comumente veiculada em jornais físicos ou websites. O @futminass traz o conteúdo jornalístico em formato de post no Instagram, dando destaque às imagens das notícias e trazendo um texto resumido, que facilita – e incentiva – a leitura no ambiente dinâmico da rede social. Muitas vezes o perfil também conseguiu trazer breves entrevistas em vídeo, coletadas diretamente com as jogadoras. Isso traz um tom mais intimista e próximo ao leitor para esta mídia alternativa, em comparação com as mídias tradicionais.

A página conta também com uma organização visual que facilita encontrar os conteúdos desejados de forma fácil e prática: os anúncios de jogos, por exemplo, são sempre estilizados numa paleta de cores em tons roxos, o que garante destaque no feed para chamar atenção às partidas – ademais, as legendas também sempre trazem todas as informações necessárias para acompanhar, como canais de transmissão, horários e mais, como é possível visualizar na imagem abaixo.

Por fim, outro ponto de inovação e dedicação da página é a possibilidade de interação direta com os leitores, por meio dos comentários – o que garante ainda mais sensação de proximidade e participação entre leitor e mídia e, em alguns casos, até mesmo entre jogadoras e leitores, como é o caso desse post em parceria com a volante do América, Rafaela Rufino, em que a própria fez questão de responder aos comentários, conforme mostrado na imagem abaixo.

Comentários davolante Rafaela no Instagram FutMinas/Reprodução Instagram

O FutMinas é sem dúvidas uma mídia que cumpre o que promete, dar visibilidade ao futebol feminino de Minas Gerais, Malu, a idealizadora e produtora do projeto, conseguiu cumprir com seus objetivos ao criar a página, que é uma das pioneiras na cobertura do futebol feminino mineiro. Por fim, é notável a importância que esta mídia alternativa possui, assim como as dificuldades existentes para manter comunicando sobre o futebol de mulheres. A certeza que fica ao conversar com Malu e conhecer o FutMinas é que o futebol feminino em Minas precisa ser mais valorizado.

REFERÊNCIAS

FUT Minas. [S. l.], 2018. Disponível em: https://www.instagram.com/futminass/. Acesso em: 14 jul. 2022

***Esta crítica foi produzida como atividade da disciplina Mídia, Esporte e Gênero ofertada no semestre 1 de 2022 no Departamento de Comunicação Social da UFMG. A disciplina foi ministrada pela Profa Ana Carolina Vimieiro, pela doutoranda Olívia Pilar e pela mestranda Flaviane Eugênio.***

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: