DESTAQUE

RelatÓrio 2021

Conheça os resultados do primeiro ano de monitoramento da mídia esportiva brasileira do Observatório Marta. Coletamos notícias sobre as mulheres no esporte de diversos veículos de mídia e analisamos a autoria, fontes ouvidas, temas, enquadramentos, tipos de fotografia, entre outros, de um total de 862 textos.

ÚLTIMAS

  • Indicação: “Dibradoras”

    Neste texto da coluna “Olheiras” indicamos o Dibradoras, projeto de mídia alternativa idealizado e produzido por mulheres, que fala justamente sobre as mulheres do esporte, fazendo a cobertura de competições e também refletindo sobre as dificuldades encontradas por elas e pelas modalidades femininas. Com o objetivo de produzir conteúdo voltado para modalidades femininas e ser um canal de mídia, a Dibradoras surgiu com o seguinte propósito “promover a participação das mulheres em um meio que ainda é tão dominado por homens”

    LEIA MAIS

  • Indicação: @FutMinass

    Neste texto da coluna “Olheiras” indicamos o futminass, iniciativa de mídia alternativa, que faz a cobettura do futebol feminino mineiro desde 2018, quando iniciou a cobertura a partir do campeonato mineiro daquele ano. Hoje, o projeto, que é idealizado por Malu Rabello, mantem a cobertura dos times mineiros e tem um objetivo: dar visibilidade para a modalidade feminina em Minas Gerais.

    LEIA MAIS

  • Indicação: Mulheres do Esporte, um hub para Mulheres do Mercado Esportivo

    Neste texto da coluna “Olheiras”, indicamos para as leitoras e leitores o projeto Mulheres do Esporte, uma rede digital gratuita que busca conectar meninas e mulheres do esporte no Brasil. O hub tem buscado mapear e conectar as profissionais do mercado, promover editais de fomento, além de produzir conteúdo voltado para esse público, como dicas e outras formas de capacitação.

    LEIA MAIS

  • Perfil: Karine, cantora. Karine, jornalista. Karine, mulher. Karine, do esporte

    Neste perfil para a coluna “Álbum de figurinhas”, contamos a história da gaúcha Karine Alves, uma das únicas mulheres negras a atuar no jornalismo esportivo do Grupo Globo. São 16 anos de carreira, sendo a maior parte dedicada ao futebol. Com postura irreverente e bem-humorada, Karine teve que abrir um caminho até então inexistente para mulheres negras e vislumbra o dia que não estará mais sozinha lá.

    LEIA MAIS

COLUNAS


SOBRE

Somos uma iniciativa de crítica de mídia, focada no monitoramento da mídia esportiva brasileira a partir de uma perspectiva de gênero. Neste espaço, divulgamos análises mais pontuais de acontecimentos do esporte e estudos mais sistemáticos como nosso Relatório Anual. O Observatório Marta é um projeto de ensino e extensão do Departamento de Comunicação Social (DCS) da Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG).